Arquivo da tag: Progressive Electronic

Constance Demby – Novus Magnificat: Through the Stargate (1986)

Image

Demby realizou uma das maiores obras-primas de todos os tempos do new-age: Magnificat Novus (Hearts of Space, 1986), em que a espiritualidade sincera de seus trabalhos anteriores é transmitida em um formato sinfônico, o que aumenta o impacto emocional. Assemelha-se numa espécie de “sonoridade kubrickiana” (entenda como o famoso filme 2001: Uma Odisséia no Espaço de 1968) se é que esse tipo de comparação pode ser feita ou até mesmo existir. O trabalho, jogado inteiramente em teclados eletrônicos (com a ajuda de Michael Stearns) simulando um órgão, uma orquestra sinfônica e um coro, é principalmente um exercício de edição de som superfino. Algo como um super-sinfonia eletrônica de Bach.

A primeira parte é um hino típico pontuado por sinos, mas então os instrumentos da orquestra (piano, violoncelo, oboé) tecem uma música de câmara improvisada fora da sonoridade tradicional, e o coro, desta vez como uma chama colossal é pontuado por chocalhos eletrônicos, rajadas de vento e silvo cósmico. As notas da seção oboé e cordas assumem um fio condutor e parecem soar como um funeral. Em um dos grandes momentos de pânico, a ópera orquestra e o coro abaixam a tonalidade e estão literalmente se desintegrando em um buraco negro de dissonâncias eletrônicas, embora uma desilusão, somente para emergir mais forte e mais poderoso do que antes. Assim como numa bela metáfora, pode-se entender como se fortalecer depois de uma queda ou vislumbrar a beleza terrível do fim. A segunda parte abre com uma mistura soberba de progressões de Bach, órgãos assombrosos e passagens a lá Vivaldi. Agora o órgão domina a profusão de frames melódicos e lança uma imersão vertiginosa no Renascimento e Barroco de sons, incluindo nesse meio a volta do coral majestoso. Demby encerra seu trabalho de forma monumental e emocionante, um poderoso projeto á anos luz da maioria dos artistas que influenciaram a década de 80.

Guilherme Rodrigues

Continuar lendo

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Resenha