Lana Del Rey – West Coast (2014)

lana-del-rey-west-coast1-400x400

 

A música lançada no exato dia 14/04/2014, ou seja hoje, revela a nova era da cantora e logo após escutá-la pela primeira vez senti a necessidade de escrever sobre a mesma.

Down on the west coast, they got a saying, if you’re not drinking; then you’re not playing ”

A canção se inicia com um toque de bateria atípico de sua carreira, inicia-se “agitada” e depois adere a calmaria, calmaria esta presente na costa oeste, no movimento solene das ondas do mar e então ela introduz com a frase acima, a letra se concentra em basicamente nos temas de amor que a artista está acostumada a apresentar, pode apresentar características presentes na sua carreira até esse momento, mas ao mesmo tempo se distancia de toda ela, mostrando que Ultraviolence, seu novo álbum que mesmo antes de ser lançado já aparenta ser sólido e independente.

His Parliament’s in on fire when his hands are up

Seu “retoar” é tão solene que atinge momentos majestosos durante o percorrer dos 4 minutos, é uma música inusitada de muitas maneiras, tanto artisticamente falando pelo ponto de vista de como a arte de Elizabeth Grant estava sendo apresentada até agora, como o jeito que ela quebrou toda aquela utopia romântica de Born To Die, tudo isso apresentado em apenas uma canção de sua nova fase, é um hit ardente em ambos sentidos aqui atribuídos, tem seu fogo, assim como é sexy da maneira que apenas ela sabe absorver a sua música.

You got the music in U’

Seu teor de arte está presente, por mais comercial que possa parecer, ou como muitos preferem taxá-la (Regis Tadeu) ela apresenta sim sua característica única da Lana, se isso parece-se com algo vendido, bem, as vezes a arte atinge esse ponto; e se uma determinada arte consegue vender não vou ficar implicando com isso, ela ainda se aproxima do trabalho inicial da cantora, o meu preferido por possuir algo mais autoral, e com uma aparência bem menos “produtora/gravadora” (não confundam essa minha descrição com um artista vendido) e West Coast veio para mostrar que ela ainda vai trazer muitas surpresas, que pelo visto serão agradáveis.

Como diz um trecho da própria canção, que expressa meu sentimento pela mesma: I’m in love.

Lily Allen sobre o single, artista que também recebe minhas considerações

lily

Por Luis Felipe

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Resenha

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s