Os Mutantes – Os Mutantes (1968)

album-mutantes

Que Os Mutantes é um dos mais importantes álbuns da história da música brasileira, não é novidade; e seu título não é por acaso: trata-se da estréia do grupo homônimo, de onde Rita Lee saiu e formou a sua carreira solo.

Mas vale salientar que todo o rumor positivo que paira em torno deste não é balela; claro que não – o tempo está aí como prova. É um trabalho inteligente, alucinante e visceral, talvez o ápice da Tropicália. Reúne e define todas as características daquele movimento, com experimentalismos diversos e um tom psicodélico, utilizando a fala associada à escrita, porém em função da sonoridade – a onomatopeia, sobretudo.

O álbum engole elementos da cultura estrangeira, mesclando-os a elementos da cultura brasileira e criando algo genuinamente brasileiro. É como se estivesse engolindo elementos estrangeiros para justamente vomitá-los, algo bastante compreensível quando se tem em mente o fato de que o Regime Militar imperava naquela época.

Divertido, maravilhoso, reflexivo. Subliminar, acima de tudo. Se ainda não ouviu este ataque sonoro de outro mundo, não perca nem mais um segundo e ouça aqui mesmo, neste post.

Victor Ramos

Anúncios

2 Comentários

Arquivado em Resenha

2 Respostas para “Os Mutantes – Os Mutantes (1968)

    • Guilherme Rodrigues

      Tenho muitas e poucas palavras para descrever os Beatles, mas sem dúvidas o que predomina é um sentimento altamente negativo…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s